quinta-feira, 25 de junho de 2009

Escola sem alunos!

É assim que vou para a escola, sem ânimo nenhum e muito cansada! Estou a precisar de férias, longe de tanta papelada, pois a escola para mim só é boa se os meus alunos lá estão...agora preencher papéis...Socorro! Nunca mais acaba! Hoje entreguei as matrículas, sábado acaba a Formação sobre dislexia, mas...as férias ainda me parecem longe!
Apesar de tudo, se me pedissem para estar novamente numa sala rodeada de alunos, dizia logo que sim! Sinto a falta de vocês todos!
Já agora...a vossa turma tem três no TOP e passaram todos...Assim, vale a pena.
Beijos.

terça-feira, 16 de junho de 2009

O que é a Poesia?

A Nádia escolheu a escritora Maria Alberta Menéres e deixou-nos este excerto da autora, que considero lindo e muito bem escolhido:
Há algum tempo assisti a um colóquio em que o tema central era a poesia.
Era um colóquio para jovens e eu sentava-me junto de alguns, ouvindo alguém que se esforçava por demonstrar que não era possível dizer o que era a poesia.
Ao meu lado, baixinho, para não interromper, o Fernando indignou- -se:
- Ora esta! Mas eu sei o que é...
Eu- Então diz lá.
Fernando- A poesia é a beleza da vida.
Eu- Parece-me que tens razão.
Logo o João se meteu na conversa:
- Então as coisas feias não têm poesia?!
Eu- Parece-me que tens razão: as coisas feias também têm poesia.
Salta o André:
- Nesse caso a poesia pode ser o sentido das coisas.
E logo o irmão mais novo do André acrescentou:
- Então a poesia é uma maneira de olhar o mundo!
Eu, entusiasmada- Tens razão. É isso mesmo!
O Fernando, que tinha sido o primeiro a dar a sua opinião ali naquele canto onde nós «pré-coloquiávamos» baixinho, admirava-se:
- Mas afinal quem é que tem razão? O que eu disse não estava certo?
Eu- Pois estava.
E expliquei que estava. E tudo o mais também. Porque a poesia é a beleza e o sentido das coisas e de nós próprios. É a maneira de olhar o mundo. É uma forma de atenção a tudo. Ela pode estar em toda a parte: nós, às vezes, é que não estamos onde ela está, só porque passamos ou vivemos distraídos.
E outras vezes estamos e encontramo-la.
E outras vezes encontramos a poesia e não a sabemos escrever.
Encontrá-la já é maravilhoso. E escrevê-la? Que difícil caminho é o da escrita!

segunda-feira, 15 de junho de 2009





A Coruja bicho Fiúza,
Foi à loja comprar uma blusa.
Ia para pagar…
-A saia está suja! – disseram-lhe.
Comprou uma saia.
Ia para sair…
Não caia,
Que o sapato está roto e cambão,
E ainda pode dar com o nariz no chão! – disseram-lhe.
Comprou uns sapatos.
Ouviu música
E lembrou-se do baile.
E se chove?
Comprou um xaile.
Na loja entrou o Gaio
Que logo se meteu à fala.
Então a Coruja comprou uma mala.
Pôs-se a olhar,
E foi logo comprar um colar.
Pagou dez,
Recebeu cinco.
Com o troco
Comprou um brinco.
Pela rua fora,
Pensou:
-E agora?
Gastei todo o dinheiro!
Que vou comer o mês inteiro?


Trabalho de André, autor José Vaz

Não Te Amo!


Não te amo, quero-te: o amor vem d'alma.
E eu n'alma – tenho a calma,
A calma – do jazigo.
Ai! não te amo, não.

Não te amo, quero-te: o amor é vida.
E a vida – nem sentida
A trago eu já comigo.
Ai, não te amo, não!

Ai! não te amo, não; e só te quero
De um querer bruto e fero
Que o sangue me devora,
Não chega ao coração.

Não te amo. És bela; e eu não te amo, ó bela.
Quem ama a aziaga estrela
Que lhe luz na má hora
Da sua perdição?

E quero-te, e não te amo, que é forçado,
De mau, feitiço azado
Este indigno furor.
Mas oh! não te amo, não.

E infame sou, porque te quero; e tanto
Que de mim tenho espanto,
De ti medo e terror...
Mas amar!... não te amo, não.
Almeida Garret(trabalho de Flávio)

À sua passagem a noite é vermelha,
E a vida que temos parece exausta, inútil, alheia.
Ninguém sabe onde vai nem donde vem,
Mas o eco dos seus passos
Enche o ar de caminhos e de espaços
E acorda as ruas mortas.
Então o mistério das coisas estremece
E o desconhecido cresce
Como uma flor vermelha.

Sophia de Mello Breyner
Trabalho de Damiana, Elisabete e Brenda

As Pedras Falam!


AS PEDRAS

As pedras falam? pois falam
mas não à nossa maneira,
que todas as coisas sabem
uma história que não calam.

Debaixo dos nossos pés
ou dentro da nossa mão
o que pensarão de nós?
O que de nós pensarão?

As pedras cantam nos lagos
choram no meio da rua
tremem de frio e de medo
quando a noite é fria e escura.

Riem nos muros ao sol,
no fundo do mar se esquecem.
Umas partem como aves
e nem mais tarde regressam.

Brilham quando a chuva cai.
Vestem-se de musgo verde
em casa velha ou em fonte
que saiba matar a sede.

Foi de duas pedras duras
que a faísca rebentou:
uma germinou em flor
e a outra nos céus voou.

As pedras falam? pois falam.
Só as entende quem quer,
que todas as coisas têm
um coisa para dizer.

Maria Alberta Menéres


Se uma lágrima indo
durasse desde o olho
aos pés e me lavasse
por dentro o abandono

sem se gastar nas puras
arestas afiadas
Se uma lágrima indo
me inundasse as espáduas

me corresse nas ancas
desenhasse o trajecto
ate aos pés e fosse
como um rio concreto

entre profundas pedras
sereno e perfurado
de pequenos destinos
pouco mais que silábicos

sem se gastar fugindo
aos dedos da paisagem
ocultando do sol
o brilho inimitável

Se uma lágrima indo
assim desde um princípio
para um fim que talvez
não seja um precipício

me lavasse de mim
Uma lágrima apenas
me daria outras horas
estas horas as mesmas.
Trabalho de Língua Portuguesa (Bárbara, Eliana e Bruna)

Última aula!

E pronto...acabaram-se as aulas de Língua Portuguesa, por este ano...a turma fez uma grande festa, com bolos,sumos e música à mistura!
Todos dançaram muito, principalmente o António e a Bruna, que dançam muito bem...
Espero que esta lembrança fique convosco...fico à espera das fotos, para guardar de recordação.
Beijinhos...estudem muito nos próximos anos e sejam felizes!

sábado, 13 de junho de 2009

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Santos Populares!

Santo António Casamenteiro,
São Pedro, guardião...
Somos a Turma B
Pedimos a São João.

São João, dai-nos a mão.
São Pedro e Santo António...
Afastai de nós
Os demónios!

No sexto ano,
Não queremos ficar!
Para o sétimo sem demora
Aos Santos, implora.

A Turma B agradece
Aos Santinhos Populares,
Tanta alegria
E tanta folia!

Ao Top PEL
Queremos chegar!
Com muita distinção!
Por isso pedimos, a São João!

Para todas as alunas da Turma!

Como hoje falámos do mar...tema do delicioso poema de Fernando Pessoa, que o Luís nos trouxe, dedico-vos esta lindíssima canção de Dulce Pontes!

António Torrado versus Fernando Pessoa!

Na disciplina de Língua Portuguesa tem havido muita diversidade de trabalhos sobre escritores Portugueses!
Hoje a recolha dos alunos recaiu sobre António Torrado e Fernando Pessoa.
A Joana falou de António Torrado, terminando a sua apresentação com dois excertos, que levaram a turma a querer saber como ia terminar uma das histórias:" O caranguejo em Férias!"
A isto a Joana respondeu que o caranguejo iria passar o tempo dentro da mala de um alpinista!
Vou ter de lhes levar a história na próxima aula! O outro excerto, apresentado pela Joana, foi retirado de "Uma história à solta" e foi interessante conhecer um macaco muito atrevido!
O Luís optou por falar à turma de um dos nossos maiores escritores...nem mais, Fernando Pessoa! Pensei que seria complicado, para um sexto ano, mas, na realidade, gostaram de ouvir falar de heterónimos.
Para terminar, o Luís apresentou o Poema lindíssimo "Mar Português"(...)

Para os nossos Professores!


Aos nossos professores
Queremos agradecer…
Pelo carinho
E por nos ajudarem a crescer!

A professora de Português
Era muito carinhosa,
Educada e respeitadora…
Era muito amorosa!

Sempre nos acompanhou
Nos bons e maus momentos
Foram dois anos
De muito talento!

A professora de Inglês
Era muito rigorosa
Com ela aprendemos Inglês,
De forma primorosa!

A Directora de Turma
Era a professora de História
Sempre nos defendeu,
E ensinava-nos histórias!

A professora de Matemática
Sempre muito paciente!
Ensinou-nos matemática
Com “unhas e dentes”!


A de Ciências era muito novinha
Muito gentil
E boazinha!

Para os professores de E.V.T
Um grande agradecimento
Lindos Projectos
E envolvimento!

Em Área de Projecto,
Pudemos brilhar…
Até teatros,
Fomos apresentar!

Para todos
Queremos deixar
Um sorriso sincero
Para lhes agradar!

quinta-feira, 11 de junho de 2009


Mais que uma mão estendida, mais que um belo sorriso, mais do que a alegria de dividir, mais do que sonhar os mesmos sonhos ou sentiras mesmas dores muito mais do que o silêncio que fala ou da voz que cala, para ouvir...a amizade é o maior tesouro.

Mariana Passarinho

terça-feira, 9 de junho de 2009

Meus AMIGOS

Deixe que seus amigos
façam parte de sua vida.
Dividindo com eles,
todos seus momentos :
sejam de tristezas ou alegrias...
pois eles são os únicos bens que valor realmente tem
em todas suas passagens
seja na infância
seja na adolescência
seja na maioridade
ou na terceira idade
Tudo nessa vida passa
nada de material permanece ou fica.
Tudo muda,
a sempre presente e eterna mudança,
mas os sentimentos ficam
os verdadeiros amigos sempre ficam
e tenho a sensação que também permanecem além do além,
pois amizade envolve amor
e Amor é a única coisa que fica, permanece
do principio ao final de todos os tempos…




Amigos do coração, não são uma ilusão vão partir, mas ficarão sempre no meu coração!

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Para a Professora mais doce



Para todos os professores e em especial para a Professora Isabel Preto que no decorrer do 6º ano no incentivou, compreendeu e apoiou, fazendo-nos acreditar e confiar em nós próprios e nas nossas capacidades.

Aprendi que nunca é demais tentar, e que os sonhos dependem sempre de nós e da nossa força de vontade para os concretizar, por isso eu vou seguir...não a esqueceremos e guardaremos sempre a Professora no nosso coração:)



Sofia Marques

Animais em vias de extinção!














Alguns alunos tiveram a oportunidade de fazer uma pesquisa à escolha, pois ambas as docentes de Área de Projecto acharam por bem dar-lhes uma oportunidade.
O António pesquisou sobre animais em perigo, devido à crueldade dos homens, o único "animal que caça" sem ser por necessidade, como a professora Josefa referiu, quando o António nos apresentou o trabalho, logo cedo na aula.
Ficámos surpreendidas, pois o António parecia outro menino, ali diante dos colegas, mostrando o seu trabalho ilustrado.
Ficam algumas imagens do trabalho e algo para reflectirem: se o homem continuar a caçar indiscriminadamente...muitas destas espécies vão desaparecer. O marfim, os casacos de pele...a ostentação valerão isso?

Girafas abraçadinhas!


Algures na selva, viviam três girafas irmãs, meio amalucadas, que só pensavam na galhofa!
Mas um dia muito quente, algo estranho lhes aconteceu! Andavam elas a passear, quando um feiticeiro louco as viu!
Elas cantarolavam, berravam, pulavam...e o feiticeiro foi ficando farto de tanta maluqueira!
Cantavam tão mal, mas tão mal, que o feiticeiro lhes acertou em cheio com um feitiço!
O feitiço fez efeito e...o resultado foi algo estranho! As três girafas ficaram com um corpo de vaca, nariz de porco,pescoço de serpente! Começaram a ser gozadas por todos...elas detestaram que gozassem com elas e nem vos digo nada...deram tareia em todos! Foram parar ao hospital, uma imensidão de animais...e o feiticeiro devolveu-lhes a forma natural, temendo mais acidentes!


Eliana Guia
Agradeço à minha melhor amiga a ideia e a imagem, Patrícia Lima.

Quadras aos Santos Populares!


O nosso Poema!

Como o tempo passa!
O tempo passa depressa
E o ano está a acabar.
Mas uma lembrança
Para a nossa Escola, vamos deixar!

Éramos a turma B
Uma turma à maneira
Éramos bem-comportados
E uma turma porreira.

Gostávamos dos professores
E eles de nós também
Porque nos portávamos
Muito bem...

Tínhamos muita criatividade,
Cada um tinha o seu dom.
Tudo o que fazíamos,
Era muito bom.

Também havia diferentes origens,
Pessoas de muitas nacionalidades
Cada pessoa a seu jeito,
Mas todas com qualidades!

Um conselho:
Portem-se bem!
Para no futuro,
Sentirem orgulho, da vossa turma também!

domingo, 7 de junho de 2009

Chicken à la carte!


Tantas vezes, com a nossa mesa farta, nos esquecemos desta realidade!
Relembramos o tema da nossa pesquisa em Área de Projecto:"Alimentação Saudável", dedicando este filme a tantas crianças, que nada têm!
Cada vez que estiveres na cantina, ou em qualquer outro lugar, lembra-te de tratar os alimentos com respeito!

sábado, 6 de junho de 2009

Poema: Brinquedo!


Brinquedo
Foi um sonho que eu tive:
Era uma grande estrela de papel,
Um cordel
E um menino de bibe

O menino tinha lançado a estrela
Com ar de quem semeia uma ilusão
E a estrela ia subindo, azul e amarela,
Presa pelo cordel à sua mão.

Mas tão alto subiu
Que deixou de ser estrela de papel.
E o menino, ao vê-la assim, sorriu
E cortou-lhe o cordel!
Miguel Torga

voces sabem

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Conselhos para evitar a obesidade infantil




Alguns conselhos dados por especialistas em obesidade infantil:

Ser um bom modelo a ser seguido:
"A primeira coisa que os pais podem fazer é serem um bom modelo para as suas crianças", diz Rallie McAllister, MD, MPH, uma médica da família em Kingsport, Tenn. Segundo ela, os pais, com freqüência, determinam inconscientemente o fracasso dos filhos. "Se só existem salgadinhos, rebuçados, e outras guloseimas, ao invés de frutas ou vegetais quando as crianças procuram pequenos lanches, como se pode ter sucesso?". Ao invés disso, ela sugere, abasteça o frigorífico e armários com frutas frescas, nozes, queijo magro, ao invés de salgadinhos, rebuçados ou alimentos com pouco teor de fibras, alto teor de gordura e alto valor calórico.
Num estudo conduzido pelo CDC em 2000, aproximadamente 80% dos adultos contaram que ingeriam menos que o recomendado de 5 ou mais porções de frutas e vegetais diariamente – isso não é um bom modelo.

Seja positivo:
"Ao invés de dizer, perca peso, diga, vamos ser saudáveis e começar a cuidar do nosso corpo", diz McCallister. Seja positivo e enfatize os alimentos que podemos comer, e não os que não podemos comer. Diga, ‘vamos comer umas frutas e fazer uma salada de frutas’, e não ‘não coma isso ou aquilo’. Ao invés de dizer, ‘temos que fazer exercício’, diga, ‘vamos ao parque’.

Prepare alimentos saudáveis para toda a família:
"Faça planos e prepare os alimentos apropriados para toda a família e não apenas para a criança que se encontra com peso a mais, o que seria o mesmo que dizer, ‘tu és gordo, então não podes comer essa pizza,’". E deixe as crianças ajudarem a prepar os alimentos. Faça com que o acto de cozinhar seja divertido e interessante. E quando terminarem, comam juntos. Uma família que come junta, come melhor, de acordo com um recente estudo publicado no jornal Archives of Family Medicine. O estudo mostrou que as crianças que relataram jantar freqüentemente com a família, tinham dietas mais saudáveis do que os colegas que não jantava com a família.

Evite distorcer as porções:
Quando servir a comida, estabeleça um controle da porção, faça os pratos e não coloque as panelas na mesa. Muitos especialistas em obesidade sugerem que o super aumento das porções, em restaurantes "fast-foods" tem uma grande participação na crise da obesidade nos EUA.

Comece o dia corretamente com um bom café da manhã:
Coma cereais com pouco açúcar, leite desnatado, yogurt desnatado com granola, frutas e dê preferência aos pães integrais.

Faça uma merenda nutritiva para as crianças levarem para a escola:
Um estudo feito pela Universidade de Minnesota mostrou que as crianças que tem acesso a alimentos com alto teor de gordura e pouco nutritivos na escola, irão consumir mais alimentos não saudáveis do que as crianças que tem acesso a opções mais saudáveis. Uma das maiores fontes de gordura e açúcar na dieta das crianças vem dos lanches escolares, diz Mc Callister. Então tente e faça merendas divertidas, e dê uma garrafa de água, não de refrigerante ou sumos adoçados com açúcar, frutas frescas, e sanduíches, se for o caso, feitos com pães integrais.

Mude o hábito alimentar:
Todos nós sabemos que as dietas não funcionam, são soluções a curto prazo. O objetivo é aprender a comer hoje, para poder comer adequadamente o resto de sua vida. Gaste algumas semanas para aprender o que é uma alimentação saudável e, então, não estará de "dieta".

Pratique atividades físicas:
"Faça da actividade física uma actividade familiar" diz Kava. Programe actividades diárias para toda a família, como andar no parque meia hora, e faça disso algo que atraia as crianças. Se não pode fazer isso, matricule as suas crianças em actividades de dança ou desportos, em que elas se divirtam, porque elas precisam dese divertir para continuar a praticá-las. Ou apenas ligue uma música dançante e faça uma festa na sua própria casa. O importante é movimentar-se.

Tente novamente:
Alguns pais dizem,”O meu filho não gosta de brócolos ou couve-flor, mas ás vezes isso requer mais de uma tentativa. Tente mudar a apresentação do alimento, tornando sua aparência mais atraente. E lembre-se, a criança não se vai sentar à mesa e comer brócolos ao jantar, se todos estiverem a comer sorvete.

Não conte calorias:
Restringir as calorias das crianças, pode prejudica-las emocionalmente, fazendo com que se sintam deprimidas, e também pode ser prejudicial fisiologicamente, porque elas podem não receber os nutrientes de que precisam. Ao invés disso, corte 100 a 200 calorias por dia, isso é uma medida leve, e resultará em perda de peso.
No final das contas, o que vale é não restringi-las, mas ajudá-las a crescer dentro de seu peso, porque as crianças precisam de calorias extras para crescer. Não coloque as crianças numa dieta restrita, porque elas, provavelmente, vão resistir a isso.

Não ingira suplementos:
Nos dias de hoje, os suplementos chamados dietéticos ou os provenientes de ervas que promovem perda de peso, são vendidos pelas ruas para qualquer um – incluindo crianças. Mas seja lá o que fizer, não os utilize nos seus filhos. Você não sabe o que realmente são, e a maioria deles não foi testada em crianças, para determinar a sua segurança e eficácia.

Não siga uma dieta:
Coloque os seus filhos em qualquer dieta e poderá condená-los a uma desordem alimentar – ingestão em excesso ou menos do recomendado ou outra desordem- que implique uma ingestão inadequada de vitaminas, por exemplo, que são importantes para o crescimento. O que vale, para toda a família é a re-educação alimentar. Só assim se conseguirá o equilíbrio e o peso adequado será mantido.